Os 10 países mais baratos do mundo para viajar em lua de mel

Noivas, vi essa matéria no site Catraca Livre e acho que cai como uma luva para as noivas que estão pensando sobre a sua lua de mel. Vamos pensar fora da caixa!

1-paises-mais-baratos-do-mundo

Créditos: Lala Rebelo – Phranang Cave Beach, em Krabi, Tailândia

Em época de dólar nas alturas, a primeira ideia que vem à mente das pessoas é, certamente, cortar as viagens internacionais, e passar a viajar só dentro do Brasil. Afinal, gastar em reais sairá muito mais econômico. Será mesmo?

Claro que os destinos nacionais são maravilhosos e merecem nosso tempo e investimento, mas não acredito que a desvalorização do real possa fazer com que qualquer viagem ao exterior se torne muito mais cara. Que tal mudarmos nossos planos e desejos, geralmente focados em destinos na Europa e nos Estados Unidos, e passarmos a considerar alguns outros países que estão mais distantes, lá do “outro lado do mundo”?

Ao sul da China e a leste da Índia existe uma região preciosa chamada “Sudeste Asiático”. Ríquissima em belezas naturais, em cultura, em história, arquitetura, infraestrutura… E o melhor, a preços baixos!

Para viajar para os países que fazem parte dessa região, a única coisa com a qual você pode gastar um pouco mais é com a passagem Brasil-Ásia, e isso só se não conseguir comprar em uma das dezenas de promoções que vem acontecendo para esses trechos. Estando em terras asiáticas, prepare-se para viver a experiência mais diferente e econômica da sua vida.



Lá “dentro”, há uma enorme oferta de vôos operados por companhias low cost que ligam vários destinos turísticos (um vôo de Bangkok para Chiang Mai, na Tailândia, por exemplo, pode sair em torno de 25 dólares). Os hotéis também ajudam nessa conta “budget”: há opções para todos os gostos e bolsos, desde albergues a menos de 10 dólares a noite até hotéis absurdamente luxuosos, com preços a perder de vista. Mas acredite: um hotel 5 estrelas no Sudeste Asiático, chiquérrimo, provavelmente custará a mesma coisa de um hotel 3 estrelas no Brasil. E eles ainda dão show de serviço e infraestrutura.

A culinária também é um forte da região. Quem é apaixonado por cozinha oriental poderá desfrutar de verdadeiros banquetes e nem acreditar no quanto terá que pagar quando a conta chegar na mesa (um susto positivo, juro!). Locomover-se pelas cidades também é fácil e barato, seja em metrô (nas cidades que o possuem), em taxi ou até mesmo nos famosos e icônicos tuk-tuk’s. Sem dúvidas, uma experiência inusitada, e memorável.

E além de tudo, o Sudeste Asiático é um destino eclético, perfeito tanto para quem viaja em lua de mel, ou para quem vai sozinho com a mochila nas costas. São praias paradisíacas, com águas que vão do azul turquesa ao verde esmeralda, templos belíssimos, cidades caóticas, enquanto outras são de pura paz, festivais, mercados, roupas coloridas, cheiros, montanhas, lagos, ruínas… Uma viagem para ir além dos sentidos!

Os destinos preferidos e mais procurados da região:

Tailândia: Bangkok, Chiang Mai e praias (Krabi, Phuket, Phi Phi, Koh Samui, Koh Tao)

2-bangkok-paises-mais-baratos-do-mundo

Bangkok


Anuncie no OMC

Camboja: Siem Reap (templos de Angkor)

3-siem-reap-paises-mais-baratos-do-mundo


Laos: Luang Prabang

4-luang-prabang-paises-mais-baratos-do-mundo


Vietnã: Hanoi, Halong Bay, Hoi An e Ho Chi Minh City

5-hanoi-paises-mais-baratos-do-mundo

Hanoi


Indonésia: Bali e Gili Islands

bali indonesia hotels resorts

Bali


Anuncie no OMC


Singapura

7-singapura-paises-mais-baratos-do-mundo


Alguns outros destinos na mesma região também começam, aos pouquinhos, a aguçar o interesse dos viajantes brasileiros de plantão: Malásia, Myanmar e Filipinas.

8-malasia-paises-mais-baratos-do-mundo

Malásia


E aí, o que você está esperando para se jogar no Sudeste Asiático? Razões para ir não faltam. Tenho certeza de que você irá se surpreender.

Autoria Lala Rabelo – Catraca Livre.

Facebook | Instagram | Canal Youtube | Twitter

Whatsapp - 700x140


Elaine Crisóstomo

Noiva, ama comida, filmes e viagens. Faz visitas sazonais a academia, formada em relações públicas e especialista em marketing.