E quando os pais querem dominar as escolhas do casamento?

Acontece com alguns casais e não é raro que pais e mães queriam dominar partes do casamento. Seja o vestido, salão, buffet, padrinhos ou a lista de convidados, quando os pais resolvem se casar no lugar dos filhos a coisa fica muito complicada. Como podemos lidar com essa situação?

Há pais e pais. Às vezes há uma relação de diálogo e outras de obediência. Consegue ver em qual delas você se encontra? Há também a ajuda financeira que eles podem fornecer e que pesa muito na realização dos sonhos dos sonhos.

A gente sabe que muitos pais veem os seus sonhos refletidos nos filhos. Há mães que não se casaram na igreja, por exemplo, e acabam tomando espaço demais na decisão do vestido, do lugar, dos parentes convidados… Já falamos aqui do que é ser noiva e isso exige uma grande dose de empoderamento, se é que você ainda não o tem. É uma grande oportunidade de tomar suas próprias decisões e passar pelas glórias e consequências de cada uma delas, não tem jeito. Aproveite o momento para fazer isso ou você corre o risco de apenas transferir de uma pessoa para outra as escolhas impactantes na sua vida. A partir de agora você compartilha decisões sobre o presente e o futuro com o seu marido, e é isso.

Outro ponto é quando os pais bancam parte ou o casamento todo. Daí danou-se! Primeiro de tudo vamos definir aqui o que é ajuda: ajudar alguém é oferecer apoio sem esperar que seja feito nada em troca. Isso pode chocar e chatear alguns casais que estão lendo essa matéria, mas saiba: se seus pais estão colaborando financeiramente e querem tomar as decisões no lugar de vocês, eles estão comprando esse direito, como se fossem acionistas do seu casamento. Pode isso? Não estou dizendo que é inadmissível em todos os casos. Estou querendo mostrar é que vocês não podem confundir as coisas, se seus pais estão comprando os direitos e vocês estão de acordo com isso, tudo bem, precisam apenas tomar cuidado para não acabar se frustrando e fazendo o mesmo no casamento dos seus filhos.

Você pode pensar que não há problema se os pais contribuírem e tomarem decisões. Essa é a típica situação em que se são os seus pais é tranquilo, mas se coloque um pouco no lugar do outro. E se quem quiser escolher tudo forem os seus sogros? Tenho certeza de que a situação se complica. Portanto, aqui cabe uma boa dose de empatia para pensar como se você fosse o seu amor, se posicionar diante dos seus pais e não aceitar todas as decisões que vem deles.



Como tudo tem solução, eis aqui algumas possibilidades. Uma saída é definir algumas cotas para a participação do papai e da mamãe, por exemplo, eles podem convidar 10 pessoas cada, ir junto às degustações, provas de vestido, mas deixe claro que todas as decisões passarão pela sua aprovação e de seu noivo.

Vocês também podem deixar que eles organizem o noivado e chás, explicando que o casamento será a primeira grande decisão que quer tomar com o seu noivo, pedindo que eles entendam e apoiem vocês.

Agora, se vocês se sentirem seguros, digam que todas as decisões serão tomadas pelos noivos e ponto. Haja o que houver você arcará com os resultados positivos e negativos disso. Claro que não precisa afastá-los e ficar sem nenhuma ajudinha, mas nesse caso todos saberão quem é que manda no seu grande dia.

Seja lá qual for a sua escolha ela deve ser consciente, com os noivos de acordo. A relação com os pais já existe há muito anos e tende a ser mais sólida do que a relação entre os noivos, que iniciarão oficialmente uma família a partir de agora. É esse relacionamento que precisa ser fortificado e apoiado.

Seja firme e haja com amor. Seus pais ficarão bem.

Facebook | Instagram | Canal Youtube | Twitter

Whatsapp - 700x140


Elaine Crisóstomo

Noiva, ama comida, filmes e viagens. Faz visitas sazonais a academia, formada em relações públicas e especialista em marketing.